Como Futebol e Geração de Energia mudaram a vida de uma comunidade no Rio de Janeiro | Hidroenergia Engenharia e Automação

Topo

+55 55 3331-1201

atendimento@hidroenergia.com.br


Como Futebol e Geração de Energia mudaram a vida de uma comunidade no Rio de Janeiro

Postado em: 19 de julho de 2018

Futebol e Geração de Energia mudando vidas

Hoje é o DIA DO FUTEBOL e para celebrar, preparamos esse post com um conteúdo um pouco diferente do que você costuma ver por aqui. Trouxemos a história de como Futebol e Geração de Energia transformaram uma comunidade no Rio de Janeiro e a vida de todos que vivem nela.

Laurence Kamball-Cook, um engenheiro industrial inglês, inventou uma tecnologia que converte o peso de um passo em eletricidade. E essa foi a tecnologia usada para transformar futebol em energia!

O futebol sempre foi uma grande paixão nacional. Muito mais do que um esporte, um estilo de vida para muitos brasileiros e uma grande esperança para outros tantos que se inspiram em jogadores como Adriano o “imperador”, Vagner Love e até mesmo no “rei” Pelé que saíram de favelas e se tornaram grandes exemplos de que o futebol pode transformar vidas.

O Morro da Mineira é uma comunidade – uma favela – que fica próxima da região central do Rio de Janeiro. No coração da comunidade havia um campo em ruínas. Esquecido por aqueles que poderiam fazer qualquer tipo de investimento, mas não pelos jovens e crianças de lá, apaixonados pelo esporte.

Laurence, o engenheiro que falamos antes venceu um concurso promovido pela empresa Shell, de combustíveis, com sua tecnologia. O fruto desse prêmio foi a reforma completa do campo de futebol do Morro da Mineira.

Utilizando cerca de 200 placas subterrâneas – que transformam passos em energia – embaixo da grama que foi plantada no local e algumas placas solares, foi possível transformar o campo em uma atração e no ponto de encontro da galera, na comunidade.

O campo foi o primeiro do mundo a contar com a tecnologia, gerando energia limpa e renovável para alimentar as luzes e refletores que o iluminam. Além disso, foram instaladas baterias para armazenar a energia gerada durante as partidas de futebol e, assim, manter as luzes acesas mesmo quando gera-se menos energia. Um campo autossustentável e ecológico!

O comércio – restaurantes, bares e lojas – da região se fortaleceu, devido ao fluxo muito maior de pessoas que passaram a frequentar o local. O campo passou a receber mais visitas, não só dos moradores, mas também de turistas que querem conhecer a inovação tecnológica.

A esperança das crianças e jovens que veem no futebol a possibilidade de uma vida melhor, inspiradas naqueles grandes nomes que citamos também se renovou. Quem sabe o próximo craque da seleção brasileira sai dentre aqueles que brincam e treinam diariamente naquele campo! Por que não?

Através da atitude da Shell e da criação de Laurence, foi e será possível transformar muitas vidas no Rio de Janeiro, na Nigéria – país da África onde a ideia também foi implantada posteriormente – e em tantos outros lugares ao redor do mundo onde a tecnologia puder chegar.

A energia move o mundo e o futebol é a energia que move a esperança dos brasileiros.

Feliz dia do Futebol!

 

 

Veja o vídeo em que o jornalista e youtuber Iberê Thenório, do canal Manual do Mundo, visita a comunidade e mostra o impacto da inovação para o Morro da Mineira:

 

 

Clique aqui e veja mais informações sobre o projeto no site da Shell!

 

 

O que achou da invenção de Laurence?
E da atitude da Shell?

Comente abaixo e compartilhe o post com aquele amigo que vai gostar de ler essa notícia!

Deixe o seu comentário: